Categories
Notícias

Iolanda Évora/CEsA participa de debate sobre a branquitude e a relação com racismo, humanitarismo e saúde mental

A investigadora do CEsA, coordenadora do Projeto AFRO-PORT (FCT/PTDC/SOC-ANT/30651/2017 CESA) e professora do ISEG, Iolanda Évora, participará de debate sobre microagressões e narcisismo das pequenas diferenças no Seminário Internacional Portugal-Brasil “Branquitude: Humanitarismo e Saúde Mental”. O evento será realizado no dia 3 de dezembro de 2021, a partir das 14h30 (GMT, Lisboa), no Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade de Lisboa (ULisboa), com transmissão no canal da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP) no YouTube (acesse neste link).

O objetivo do Seminário Internacional é promover o conceito de branquitude através de reflexões sobre sua relação com o racismo, o humanitarismo e a saúde mental. O encontro também debate questões coloniais a partir do conceito de humanitarismo, e reforça reflexões transatlânticas entre Portugal e Brasil sobre vivências correlatas e atitudes necessárias dentro e fora da academia na atualidade.

Mais informações no site do AFRO-PORT.

Autor: Comunicação CEsA (comunicacao@cesa.iseg.ulisboa.pt)
Imagem: Reprodução


ISEG - Lisbon School of Economics and Management

Rua Miguel Lupi, nº20
1249-078 Lisboa
Portugal

  +351 21 392 5983 

   comunicacao@cesa.iseg.ulisboa.pt