Categories
Artigos Publicações

Effect of Battery Electric Vehicles on Greenhouse Gas Emissions in 29 European Union Countries




Título: Effect of Battery Electric Vehicles on Greenhouse Gas Emissions in 29 European Union Countries

Autor(es): José Alberto Fuinhas, Matheus Koengkan, Nuno Carlos Leitão, Chinazaekpere Nwani, Gizem Uzuner, Fatemeh Dehdar, Stefania Relva e Drielli Peyerl

Data de Publicação: 2021

Editora: MDPI

Citação: Fuinhas, J.A., Koengkan, M., Leitão, N.C., Nwani, C., Uzuner, G., Dehdar, F., Relva, S., Peyerl, D. (2021). Effect of Battery Electric Vehicles on Greenhouse Gas Emissions in 29 European Union Countries. Sustainability, 13 (24), 13611. https://doi.org/10.3390/su132413611

Resumo: Esta análise explorou o efeito dos veículos eléctricos a bateria (BEVs) nas emissões de gases com efeito de estufa (GEE) num painel de vinte e nove países da União Europeia (UE) de 2010 a 2020. Foi utilizado o método de regressão quantitativa de momentos (MM-QR), e os mínimos quadrados comuns com efeitos fixos (OLSfe) foram utilizados para verificar a robustez dos resultados. O MM-QR apoia que, nos três quantis, o crescimento económico causa um impacto positivo nos GEE. Nos quantis 50 e 75, o consumo de energia causa um efeito positivo sobre os GEE. Os BEV nos 25º, 50º, e 75º quantis têm um impacto negativo sobre os GEE. O OLSfe revela que o crescimento económico tem um efeito negativo sobre os GEE, o que contradiz os resultados do MM-QR. O consumo de energia tem um impacto positivo sobre os GEE. Os BEVs têm um impacto negativo sobre os GEE. Embora a UE tenha apoiado um sistema de transporte mais sustentável, acelerar a adopção de BEVs ainda requer um planeamento político eficaz para atingir emissões líquidas nulas. Assim, os BEV são uma tecnologia importante para reduzir os GEE a fim de atingir as metas da UE de descarbonização do sector energético. Este tópico de investigação pode abrir o debate político entre a indústria, o governo e os investigadores, no sentido de assegurar que os BEV proporcionem uma via de mitigação das alterações climáticas na região da UE.

Identificador: DOI https://doi.org/10.3390/su132413611

Categoria: Outras publicações

Esta análise explorou o efeito dos veículos eléctricos a bateria (BEVs) nas emissões de gases com efeito de estufa (GEE) num painel de vinte e nove países da União Europeia (UE) de 2010 a 2020. Foi utilizado o método de regressão quantitativa de momentos (MM-QR), e os mínimos quadrados comuns com efeitos fixos (OLSfe) foram utilizados para verificar a robustez dos resultados. O MM-QR apoia que, nos três quantis, o crescimento económico causa um impacto positivo nos GEE. Nos quantis 50 e 75, o consumo de energia causa um efeito positivo sobre os GEE. Os BEV nos 25º, 50º, e 75º quantis têm um impacto negativo sobre os GEE. O OLSfe revela que o crescimento económico tem um efeito negativo sobre os GEE, o que contradiz os resultados do MM-QR. O consumo de energia tem um impacto positivo sobre os GEE. Os BEVs têm um impacto negativo sobre os GEE. Embora a UE tenha apoiado um sistema de transporte mais sustentável, acelerar a adopção de BEVs ainda requer um planeamento político eficaz para atingir emissões líquidas nulas. Assim, os BEV são uma tecnologia importante para reduzir os GEE a fim de atingir as metas da UE de descarbonização do sector energético. Este tópico de investigação pode abrir o debate político entre a indústria, o governo e os investigadores, no sentido de assegurar que os BEV proporcionem uma via de mitigação das alterações climáticas na região da UE.


ISEG - Lisbon School of Economics and Management

Rua Miguel Lupi, nº20
1249-078 Lisboa
Portugal

  +351 21 392 5983 

   comunicacao@cesa.iseg.ulisboa.pt