NOVO WORKING-PAPER CEsA/CSG 2018 | Global Partnerships to Local Challenges: the Actor's vision and the new educational horizons, da autoria de Lúcia Oliveira, Raquel Faria e Carlos Sangreman

O WP 174, de autoria de Lúcia Oliveira, Raquel Faria e Carlos Sangreman, aborda a importância das acções no campo da educação enquanto catalisadores do desenvolvimento local, com enfoque no ensino superior e a partir das perspectivas dadas pelos diferentes actores envolvidos. Para tal, recorre à metodologia CATWOE que permite traçar o percurso e caracterizar o Modelo Conceptual no âmbito do Ensino Superior, a fim de perceber as transformações recorrentes entre as suas acções e aquelas que seriam necessárias para optimizar o processo.

► descarregar

Mudanças ambientais podem influenciar positivamente a economia portuguesa, diz a OCDE

Nas previsões económicas da OCDE, Portugal cresce menos em 2019, mas deixa de ter défice em 2020. O Relatório Económico da OCDE (OECD Economic Outlook) revê em baixa o crescimento esperado para 2019, em linha com a média dos países que fazem parte da OCDE. O crescimento esperado para a economia portuguesa é de 2,2% para 2,1%, com novo abrandamento em 2020, para os 1,9%. A OCDE sugere às autoridades portuguesas que a composição dos diferentes impostos pode mudar, nomeadamente os impostos que incidem sobre a produção de energia, para que reflictam de forma mais apropriada o seu custo para o ambiente. Em termos globais, este relatório estima um crescimento forte, mas com um aumento das tensões comerciais e aperto das condições financeiras. O relatório cita ainda o risco de desaceleração do crescimento da China e aumento mais intenso da taxa de juros dos Estados Unidos, com impactos sobre economias emergentes.

► descarregar relatório

 

6 FEV 2019 | Oficina "O Método no Centro: Pesquisas de Campo Participativas em Debate”, com Cris Andrada (PUC-SP, Brasil)

O projeto AFRO-PORT - Afrodescendência em Portugal: sociabilidades, representações e dinâmicas sociopolíticas e culturais. Um estudo na Área Metropolitana de Lisboa (FCT, PTDC/SOC-ANT/30651/2017) convida investigadores/docentes e estudantes de Pós-graduação, com interesse em refletir sobre questões metodológicas e do trabalho de campo em pesquisa social, a participar na Oficina “O Método no Centro: Pesquisas de Campo Participativas em Debate” com Cris Andrada, psicóloga social, professora da PUC-SP e consultora do projeto AFROPORT. A Oficina pretende ser um espaço aberto de debate sobre aspectos que compõem os desafios, encantos e chamamentos do quotidiano das pesquisas de campo participativas, no âmbito das chamadas “Metodologias Horizontais”. Entrada livre, sujeita a inscrição prévia obrigatória. Para informações e inscrição enviar e-mail para Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar até 31 de janeiro de 2019.

► apresentação